Preencha os campos abaixo para submeter seu pedido de música:

Polícia Civil realiza mega operação em Tapejara

Compartilhe:
tapejara trafico

tapejara trafico

Na manhã desta sexta-feira (23) a Polícia Civil realizou a Operação Ilusão nos municípios de Getúlio Vargas e Tapejara. Foram cumpridas 22 ordens judiciais, sendo 14 mandados de busca e apreensão, 8 prisões temporárias, todas expedidas pelo 2º Juízo da 2ª Vara Estadual de Processo e Julgamento de Crimes de Organização Criminosa e Lavagem de Dinheiro de Porto Alegre.

A operação é resultado de aproximadamente seis meses de investigações conduzidas pela Delegacia de Polícia de Getúlio Vargas e objetivou desarticular uma Organização Criminosa responsável por fornecer grande volume de drogas para as cidades de Getúlio Vargas, Tapejara e região. A investigação apurou que a Droga (cocaína, maconha, crack e Drogas Sintéticas), oriunda da região da fronteira com o Paraguai, chegava quase que na sua totalidade na cidade de Tapejara onde era manipulada e distribuída para cidades vizinhas, sendo que o grupo movimentava aproximadamente R$ 350.000,00 mensais.

A Organização Criminosa é suspeita também de manter imóveis e Garagem de Veículos para lavagem do dinheiro.

A liderança da Organização Criminosa (preso na data hoje em Ijuí) tem origem na cidade de Getúlio Vargas, onde nos meados do ano de 2017/2018, depois de intensas ofensivas policiais (várias prisões), decidiram se mudar para a cidade de Tapejara para expandir os “negócios” e tentar “ILUDIR” as investigações policiais.

No dia de hoje participaram da operação 92 Policiais Civis, oriundos da 11ª Delegacia de Policia Regional de Erechim e 6ª Delegacia de Polícia Regional de Passo Fundo, sendo empregadas 30 viaturas. Foram presos 09 indivíduos, 08 homens e 01 mulher. Dentre os 08 presos, 04 deles foram ainda autuados em flagrante pelo crime de Tráfico de Entorpecente e Porte de Arma de uso restrito. Foi apreendida também uma pistola de uso restrito (seletor de rajada), uma grande soma em dinheiro, maconha e cocaína e documentação que comprovam possível lavagem de dinheiro. Após a lavratura de todos os documentos pertinentes, os presos foram encaminhados ao Presídio de Getúlio Vargas, onde permanecerão à disposição da Justiça.

Segundo o Delegado de Polícia Jorge Fracaro Pierezan, titular da DP de Getúlio Vargas, “as ações de hoje pretendem trazer mais ordem social para a cidade e região, e demonstrar que a Polícia Civil estará sempre atenta a estes grupos que pretendem impor o crime ao cotidiano da população getuliense”. Segundo ele “não encerraremos as investigações até que todos os envolvidos sejam identificados e levados à Justiça, onde poderão responder por seus crimes”.

Fonte: Rádio Uirapuru

Deixe seu comentário:

Publicidade: